Portal da Cidade Cruzeiro do Oeste

AMPARO

Apesar de restrições, Assistência Social mantém atendimento à população de rua

Abordagem ocorre naturalmente, com a equipe do Centro POP e apoio da Guarda Municipal

Postado em 25/03/2020 às 18:11 |

Com recomendação para evitar aglomerações, moradores são orientados a buscar auxílio em uma das diversas instituições e abrigos que compõem a rede de proteção. (Foto: Divulgação )

Considerando a importância de enfrentar a pandemia do novo coronavírus, Umuarama adotou medidas que também contemplam as pessoas em situação de rua. Três decretos municipais trazem ações de combate à expansão do vírus, tendo inclusive sido declarada “situação de emergência”. 

Entre as medidas, foi determinado o fechamento dos espaços de aglomerações (teatros, museus, bibliotecas, praças esportivos e outros) e acatadas orientações do decreto estadual 4.230/2020 e da legislação federal, no que diz respeito ao coronavírus. 

“A determinação de não haver atendimento presencial se estende aos serviços socioassistenciais. Os atendimento são feitos por telefone em plantão permanente para amparar os assistidos”, explicou o advogado Ivo Galdino da Silva, assessor jurídico interino da Secretaria de Assistência Social. 

Para a população em situação de rua o atendimento foi articulado junto a entidades como a Casa da Sopa Dr. Leopoldino, Associação de Amigos dos Moradores de Rua de Umuarama (Abrigo Noturno Chico Xavier), Associação de Apoio à Promoção Profissional (Apromo), igrejas evangélicas e católica, além da Associação dos Moradores do Conjunto Residencial Guarani I, II e III, Parque San Marino e jardins Shangrila, Los Angeles, Vitória e Paris. 

“Os direitos dessas pessoas estão preservados. Os serviços socioassistenciais estão mantidos e há informação de que a União tem tomado medidas para assegurar os benefícios sociais, que são responsabilidade do governo federal”, acrescentou a secretária da Assistência Social, Izamara Amado de Moura. 

Ela lembra que em parceria com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e o Banco de Alimentos, o município atende mais de 600 famílias e 15 entidades com a distribuição de alimentos adquiridos diretamente de agricultores familiares. 

A Assistência Social informa que a abordagem social ocorre naturalmente, com a equipe do Centro POP e apoio da Guarda Municipal; a oferta de passagem está mantida (no Centro POP), bem como o monitoramento com equipe própria; a oferta de almoço continua na Casa da Sopa, enquanto lanches e jantar são servidos no Abrigo Noturno Chico Xavier e igrejas. 

Para pernoite, o município articula o aumento de vagas com a Apromo, Abrigo Chico Xavier e a associação de moradores do Guarani, que está em reformas para ofertar mais vagas. O setor tem ainda o apoio da rede de proteção, entidades e representações religiosas e articulações com outras secretarias, atendimento via telefone celular e contatos com a Defensoria Pública da União, Defensoria Pública do Estado, Promotoria de Justiça do Paraná e outros órgãos. 

A Associação dos Moradores do Conjunto Guarani fica na Rua Santa Rosa, 4460, no Parque San Marino, e está sendo adaptada com reformas custadas pelo município para ampliar o atendimento. Outro espaço que passará por adaptação, também por conta do município, é uma área cedida pela Apromo com a mesma finalidade, com o cuidado de evitar aglomerações de pessoas. 


Contatos

Telefones de plantão para serviços oferecidos pela Assistência Social:

CREAS: 98457-1130 // CRAM: 98457-1135 // Centro Pop: 98457-1260 // Família Acolhedora: 98457-1953 // CEJU: 98457-1125 // Conselho Tutelar: 98402-9641// CRAS 1: 98457-1125 // CRAS 2: 98457-1118 // CRAS 3: 98457-1147.

Fonte: Portal da Cidade Umuarama


Fonte:

Deixe seu comentário