Portal da Cidade Cruzeiro do Oeste

ILEGAL

Homem é preso com carne de caça e animais silvestres em Umuarama

Na residência dele foram apreendidos 24 quilos de carne de capivara; contra ele havia mandado de prisão em aberto pelo crime de porte ilegal de arma

Postado em 11/02/2019 às 11:34 |

(Foto: Divulgação )

A Polícia Ambiental Força Verde prendeu neste sábado (9) em Umuarama um homem acusado de caça a animais silvestres.

Na residência dele foram apreendidos 24 quilos de carne de capivara, uma unidade de pescado da espécie Dourado abaixo da medida permitida, além de duas aves da fauna silvestre papagaio-verdadeiro, sem a devida licença para criação. Contra ele, também havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de porte ilegal de arma.

A polícia chegou até o infrator através de uma denúncia. Diante dos fatos e das ilicitudes constatadas, foi elaborado um Termo Circunstanciado de Infração Penal pelo crime ambiental (pela carne de capivara e pelas aves), cuja pena varia de 6 meses a um ano de detenção, assim como será remetido o Boletim de Ocorrência para a Delegacia de Polícia Civil para instauração de inquérito pelo crime referente ao pescado irregular.

Durante a confecção do Boletim de Ocorrência, houve retorno do sistema indicando a existência de um mandado de prisão contra o infrator, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Umuarama, pelo crime de porte ilegal de arma. Diante desta constatação, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil em Umuarama para a adoção de medidas por parte da Polícia Judiciário. O homem já tinha passagem pela polícia por tráfico de entorpecentes.

Em relação ao material apreendido, a polícia confirmou que as aves permaneceram na posse de familiares do infrator como fiel depositário, uma vez que não poderiam ser reinseridas em seu habitat natural pela domesticação. Já a carne de capivara e o pescado foram destruídos.

Além de responder na esfera criminal, também foram lavrados três Autos de Infração Ambiental, totalizando R$ 13.760,00 em autuações.


Fonte:

Deixe seu comentário